Saldo do FGTS 2015 – Consulta e extrato

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS é um benefício existente desde a década de 60, na qual o funcionário tem como direito a receber após a sua demissão. Este benefício foi criado pelo Governo Federal e abrange o trabalhador que estiver contratado pelo regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), assim sendo, o beneficiário pode consultar seu saldo do fgts de maneira facilitada.

O FGTS funciona da seguinte forma, a empresa na qual a pessoa era o empregado é obrigada a depositar na conta do mesmo, na Caixa Econômica 8% sobre o salário pago no início de cada mês, assim essa conta não é descontada da remuneração fixa, mas é um pagamento feito pelo próprio empregador.

O saque do FGTS pode ser feito por:

Cartão Cidadão - Saldo do FGTS

  • Demissão sem justa causa;
  • Término do contrato por prazo determinado;
  • Aposentadoria;
  • Quando o trabalhador ou seu dependente tiver câncer ou for portador do vírus HIV;
  • Para aquisição de moradia própria, liquidação ou amortização de dívida ou pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional e etc.
  • Com relação ao saldo do FGTS, se o funcionário deseja saber o seu extrato é preciso que ele faça um cadastro na Econômica Federal com o seu nome e endereço completo, assim a cada de dois meses ele irá receber em sua residência o extrato da sua conta.

Normalmente estes valores são atualizados, porém se você deseja fazer uma consulta de urgência basta acessar o site Caixa Econômica Federal na página (https://sisgr.caixa.gov.br/sisgr_portal/internet.do?segmento=CIDADAO). Esta consulta é feita de forma online, portanto é necessário ter uma senha para acessar, para isto basta fazer o cadastro.

Ainda é possível receber pelo seu celular, através das mensagens de textos, com as informações do seu saldo. Basta acessar a página acima e informar os dados do seu cartão cidadão e verificar através das mensagens SMS o seu saldo. Aquele que não possui o Cartão Cidadão basta solicitar pelo telefone 0800-726-0101 ou ir até uma Agência Bancária com o número do seu PIS.